Sua dúvida não foi respondida?


R:

Para solicitar a certidão negativa de débitos envie e-mail para anuidade@corenms.gov.br,  ou pelos telefones  (67)3323-3106, 3323-3107, ou 3323-3108.

R:

A segunda via de Boletos poderá ser solicitada pessoalmente na Sede e Subseção de Dourados, através do e-mail anuidade@corenms.gov.br ou pelos telefones: (67)3323-3106, 3323-3107, ou 3323-3108. Imprima também direto do Site  > http://200.241.191.242:8080/siscafweb/carregaConselho.do?tipoAcesso=0&sigla=corenms&ini=1&cache=1446820240164 

R:

Sim,  desde que  a declaração esteja  dentro do período  de 12 (doze) meses, lembrando que a declaração de conclusão emitida pelas escolas e universidades não substitui o diploma ou o certificado para auxiliar de enfermagem. Os alunos recém-formados poderão realizar a inscrição com a declaração de conclusão e a lista dos formandos expedida pela entidade formadora, universidade ou escola técnica. Esta inscrição é denominada de INSCRIÇÃO DEFINITIVA PENDENTE, obtendo a  carteira profissional com validade de um ano.  Após este período  o profissional deverá apresentar ao Conselho o diploma original juntamente com uma cópia para adquirir uma nova carteira com validade de 5 anos.

R:

Não, desde 31 de dezembro de 2011, a Inscrição Provisória não é mais realizada no Sistema Cofen e Conselhos Regionais, como prevê a Resolução Cofen 372/2010.

R:

Após apresentação e análise dos documentos para  inscrição, a carteira ficará pronta em até  15 dias e o profissional poderá obter o número do seu Coren no prazo de 7 dias úteis , podendo ser visualizado no site, através do caminho abaixo:

SITE DO COREN >> SERVIÇOS >> ATENDIMENTO 24 HORAS >> ACESSO >> PUBLICO EM GERAL >> digite seu CPF e clique em PESQUISAR.

R:

 Lista de documentos necessários para inscrição (originais e cópias simples):

 

·         Certidão nascimento/casamento (estado civil atual);

·         Diploma (original, uma cópia simples e outra autenticada). No caso de  ainda não possuir o diploma       deverá  ser apresentada a certidão de conclusão de curso, histórico escolar e a  lista de formandos.

·         Diploma para Técnicos e Enfermeiros;

·         Certificado para Auxiliar de Enfermagem;

·         Histórico Escolar do curso de Enfermagem

·         RG (identidade civil ou outro que contenha órgão e data de emissão);

·         CPF;

·         Titulo eleitor;

·         Comprovante de quitação eleitoral  (última eleição), ou certidão de quitação eleitoral;

·         Reservista (para homem);

·         Comprovante de residência atualizado em nome do profissional, ou acompanhado de declaração de       residência (modelo no COREN MS);

·         Duas fotos 3×4, recente, nítida e fundo branco;

·         Cópia autenticada do diploma para Técnicos, Auxiliares e Enfermeiros.

R:

Todos os atendimentos  nas cidades do  interior do estado será divulgado em nosso site, recomendamos que acompanhe o Coren/MS pelo site do Conselho:  http://www.corenms.gov.br/

R:


-1 foto 3x4
-Comprovante de residência atualizado
-Cópia de documento de identificação.

Não há custo para a  renovação de Carteira profissional.

R:
 Comparecer no Coren/MS  munido dos seguintes documentos:
-Documentos originais e cópias simples;
-Diploma para Técnicos e Enfermeiros (com registro Cofen);
-Certificado para Auxiliar de Enfermagem (com registro Cofen);
-Certidão nascimento/casamento (estado civil atual);
-Documento de Identificação (identidade civil ou outro que contenha órgão e data de emissão);
-CPF;
-Titulo eleitor;
-Comprovante de quitação eleitoral  (última eleição) ou certidão de quitação eleitoral;
-Reservista (para homem);
-Comprovante de residência preferencialmente em nome do profissional (atualizado).
-Certidão de transferência do  COREN de origem;
-Duas fotos 3×4, recente, nítida com fundo branco;
- Carteira do Coren de Origem


R:

O profissional poderá  vir pessoalmente ao Coren, munido de   sua carteira profissional  ou o  boletim de ocorrência e efetuar o pagamento da Taxa de cancelamento.

 Via Correios:  caso não resida em Campo Grande ou Dourados,  será necessário enviar para nosso endereço uma solicitação de cancelamento por escrito, datar, assinar, especificar qual o motivo do cancelamento, e anexar sua carteira do Coren. Não esqueça de  informar  seus contatos  (celular e e-mail), para que o processo de cancelamento  seja finalizado.


OBS: O cancelamento só será concluído após o pagamento da taxa. Exija seu protocolo. 



Nossos endereços:

Rua Dom Aquino, 1354, Sobreloja.

Campo Grande/Mato Grosso do Sul - CEP: 79002904

Telefone: (67) 3323-3105

Horário de Atendimento: 8:00 às 17:00

 

Subseção Dourados – MS

Rua Ciro Melo, 1374, Jd. Central (próximo ao supermercado ABV - Santo Antônio)

CEP: 79805-031 .

Telefone: (67) 3423- 2000

R:

Para questões trabalhistas, você deve entrar em contato com o SIEMS - Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul, através do Telefone: (67) 3028-7499.

Esclarecemos também, que apesar de sempre apoiarmos os profissionais em busca de melhores condições de trabalho e bons salários, o Conselho é um Órgão fiscalizador da  enfermagem, a fim de manter a ética e um bom serviço prestado à sociedade.

R:

O profissional poderá protocolar sua denúncia pessoalmente na Sede ou Subseção do Coren ,  pela ouvidoria  http://ouvidoria.cofen.gov.br/coren-ms ou pelo e-mail fiscalizacao@corenms.gov.br , sua identidade será mantida em sigilo.

R:



O Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso do Sul é uma Autarquia Pública Federal criada pela Lei nº 5.905, de 12 de julho de 1973, que tem como finalidade disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão de enfermeiro e das demais profissões compreendidas nos serviços de enfermagem.

Também é de responsabilidade do Coren/MS a emissão de documentos de inscrição aos profissionais que executam serviços de enfermagem. Para maiores informações, acesse: http://ms.corens.portalcofen.gov.br/categoria/inscricao-profissional.

R:

A Autarquia (Sistema Cofen/Conselhos Regionais) tem realizado diversas campanhas junto ao Congresso Nacional em prol dos interesses dos  Profissionais de Enfermagem. Apesar de não ser finalidade precípua do Cofen, temos apoiado firmemente diversos movimentos unindo os profissionais de enfermagem e as instituições da enfermagem brasileira: ABEN, FNE, CNTS e Sindicatos dos profissionais de enfermagem de todas as categorias, empreendendo uma luta que faz com que essas instituições unidas fortaleçam a busca por nossos direitos, tão almejados e merecidos pela comunidade de  Enfermagem, tais como: a luta contra a aprovação do Ato Médico e pela aprovação dos projetos de lei de interesse das categorias da enfermagem, como o PL 2295/2000 (Redução da Carga Horária para 30 horas, sem redução salarial), o PL 4294/2009 (Piso salarial), dentre outros.

              Tais fatos foram e estão sendo veiculados constantemente no portal do Cofen e dos Conselhos Regionais. Prova disso, é a organização de caravanas de profissionais que se deslocam dos diversos estados do território brasileiro com destino a Brasília para participar das Sessões da Câmara dos Deputados e pressionar os políticos a colocarem em pauta e votarem no PL 2295/2000 (Redução da Carga Horária para 30 horas, sem redução salarial), projeto esse, que já tramita naquela Casa há 12 anos e ainda não foi votado, por contrariar interesses de empresários e políticos envolvidos com a assistência de saúde, ou seja, donos de hospitais. Em diversas oportunidades, reunimos milhares de profissionais brasileiros e continuaremos lutando até a vitória e pelos interesses da enfermagem brasileira.

             Informamos que o Projeto de Lei 4.924/2009, de autoria do Deputado Mauro Nazif,  que fixa o piso salarial dos profissionais de enfermagem foi arquivado devido a  mudança de legislatura. Contudo houve apresentação de um novo projeto de lei 459/2015, de autoria do Deputado Andre Mouraque está aguardando designação de relator na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF).

 Já o Projeto de Lei das 30 horas foi aprovado pelas Comissões e aguarda aprovação do Plenário da Câmara. Você pode acompanhar as tramitações através do site http://www.camara.gov.br, digitando o número dos projetos como pesquisa.