Sua dúvida não foi respondida?


R:

Para solicitar a certidão negativa de débitos envie e-mail para anuidade@corenms.gov.br ou ligue para (67)3323-3136 ou 3323-3137.

R:

A segunda via de Boletos pode ser solicitada pessoalmente na Sede e Subseção de Dourados ou através do e-mail anuidade@corenms.gov.br ou ligue para (67)3323-3136 ou 3323-3137. Imprima também direto do Site neste link > http://200.241.191.242:8080/siscafweb/carregaConselho.do?tipoAcesso=0&sigla=corenms&ini=1&cache=1446820240164 

R:

O porte do diploma é obrigatório para o Enfermeiro e o Técnico de Enfermagem na realização da inscrição profissional, bem como o certificado para os Auxiliares de Enfermagem. Acompanhado do histórico escolar.

R:

Sim, ela tem que estar dentro do período de validade, que é de 12 (doze) meses, lembramos que a declaração de conclusão emitida pelas escolas e universidades não substitui o diploma ou o certificado para auxiliar de enfermagem, mesmo quando estas colocam a nomenclatura de certificado nas declarações de conclusão. Os alunos recém-formados podem realizar a inscrição com a declaração de conclusão e a lista dos formandos expedida pela entidade formadora, universidade ou escola técnica. Esta inscrição é DEFINITIVA PENDENTE e tem validade de um ano, com a apresentação do diploma antes de vencer este prazo o profissional não pagará a taxa de renovação para adquiri a nova carteira DEFINITIVA. Se isso não ocorrer dentro do prazo a inscrição será cancelada.

R:

Desde 31 de dezembro de 2011, a Inscrição Provisória não é mais realizada no Sistema Cofen e Conselhos Regionais, como prevê a Resolução Cofen 372/2010.

R:

Após apresentação dos documentos e inscrição, a carteira ficará pronta em 30 dias úteis, caso seja necessária para posse em emprego ou concurso público, comunicar o fato apresentando cópia do Edital que agilizaremos a confecção da mesma, lembrando que não depende somente do Coren-MS a sua expedição e aprovação. Ainda, depois de 15 dias o numero da carteira já estará disponível para consulta/visualização no:

SITE DO COREN >> SERVIÇOS >> ATENDIMENTO 24 HORAS >> ACESSO >> PUBLICO EM GERAL >> digite seu CPF e clique em PESQUISAR.

R:

Esta é a lista de documentos necessários para inscrição (originais e cópias simples):

 

·         Certidão nascimento/casamento (estado civil atual);

·         Diploma (original, uma cópia simples e outra autenticada). No caso de  ainda não possuir o diploma deverá  ser apresentada a certidão de conclusão de curso, histórico escolar e a  lista de formandos.

·         Diploma para Técnicos e Enfermeiros;

·         Certificado para Auxiliar de Enfermagem;

·         Histórico Escolar do curso de Enfermagem

·         RG (identidade civil ou outro que contenha órgão e data de emissão);

·         CPF;

·         Titulo eleitor;

·         Comprovante de votação (última eleição), ou certidão de quitação eleitoral;

·         Reservista (para homem);

·         Comprovante de residência em nome do profissional (data máx. 6 meses) ou acompanhado de declaração  (modelo no COREN MS);

·         Duas fotos 3×4, recente, nítida e fundo branco;

·         Certidão negativa para profissionais que possui ou já possuiu inscrição no sistema Cofen/Conselhos  Regionais;

·         Comprovante pagamento de inscrição e anuidade (boleto emitido no COREN MS).

·         Cópia autenticada do diploma para Técnicos, Auxiliares e Enfermeiros.

R:

Sempre divulgamos as visitas à outras cidades em nosso site www.corenms.gov.br. Sempre com antecedência de 15 dias, porém caso queiram solicitar nossa presença, recomendamos fazê-lo oficialmente através do e-mail: presidencia@corenms.gov.br.

Se tiverem um local, sala, com acesso a Internet, para oferecer para montarmos a nossa base de atendimento, facilitaria muito a nossa ida.

R:

são esses os documentos necessários:
-1 foto 3x4
-Comprovante de residência
-Copia de documento de identidade
A partir de 2017, uma resolução do Cofen (Conselho Federal de Enfermagem) tornou gratuita a renovação.

R:
Conforme Resolução do Cofen nº 536/2017, o profissional para exercer a enfermagem em outro Estado, deve antes cancelar sua inscrição no Coren de origem, comparecer no Coren de destino munido dos seguintes documentos:
-Certidão de cancelamento;
-Documentos originais e cópias simples;
-Diploma para Técnicos e Enfermeiros (com registro Cofen);
-Certificado para Auxiliar de Enfermagem (com registro Cofen);
-Histórico Escolar do curso de Enfermagem;
-Certidão nascimento/casamento (estado civil atual);
-RG (identidade civil ou outro que contenha órgão e data de emissão);
-CPF;
-Titulo eleitor;
-Comprovante de votação (última eleição) ou certidão de quitação eleitoral;
-Reservista (para homem);
-Comprovante de residência em nome do profissional (6 meses) ou declaração;
-Certidão negativa COREN de origem;
-Duas fotos 3×4, recente, nítida e fundo branco;
-Comprovante de pagamento de emissão de carteira (boleto emitido no COREN MS);
-Comprovante de pagamento de anuidade, quando não foi pago no COREN de origem;
-Comprovante de pagamento da anuidade do Coren-MS quando não pago na origem;
-Taxa de reinscrição/revalidação de registro R$ 175,00;
-Taxa de expedição de Carteira: R$ 125,53;
R:

Você pode vir pessoalmente ao Coren, trazendo sua carteira profissional, se a perdeu ou extraviou trazer o boletim de ocorrência da Polícia, também pode fazer via Correios.

Para a segunda opção, você deve fazer uma solicitação de cancelamento, datar e assinar, pode ser de próprio punho, especificando os motivos, informar os contatos, telefone, celular e e-mail para enviarmos o boleto da taxa de cancelamento que é de R$ 67,53. Tem que devolver a carteira profissional do Coren-MS.


Nossos endereços:

Rua Dom Aquino, 1354, Sobreloja.

Campo Grande/Mato Grosso do Sul - CEP: 79002904

Telefone: (67) 3323-3167

Horário de Atendimento: 8:00 às 17:00

 

Subseção Dourados – MS

Rua Ciro Melo, 1374, Jd. Central (próximo ao supermercado ABV - Santo Antônio)

CEP: 79805-031 .

Telefone: (67) 3423-1754

R:

Podemos divulgar no site caso seja uma vaga que atraia o interesse dos profissionais.

Não existe piso salarial para a classe estipulado por lei, mas podemos esclarecer alguns valores oferecidos e que atraem a atenção dos profissionais.

A média de salarial de um auxiliar é a partir de R$ 1,2 mil + benefícios.

Para técnicos, a partir de R$ 1,4 mil + benefícios.

Para Enfermeiros a partir de R$ 2,5 mil + benefícios.

R:

Para questões trabalhistas, você deve entrar em contato com o SIEMS - Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul, através do Telefone: (67) 3028-7499.

Esclarecemos também, que apesar de sempre apoiarmos os profissionais em busca de melhores condições de trabalho e bons salários, o Conselho é um Órgão fiscalizador da profissão de enfermagem, a fim de manter a ética e um bom serviço prestado à sociedade.

R:

Na Sede do Coren ou na Subseção de Dourados ou direto no Site www.corenms.gov.br. Deixamos a disposição o e-mail fiscalizacao@corenms.gov.br para que seja encaminhada a sua denuncia, sua identidade será mantida em sigilo.

R:

Os conselhos profissionais de qualquer classe existem para fiscalizar o exercício profissional em prol da sociedade, zelando pelo respeito ao código de ética e cumprimento da Lei, consequentemente separando os maus profissionais dos bons.

R:

A Autarquia (Sistema Cofen/Conselhos Regionais) tem realizado diversas campanhas junto ao Congresso Nacional em prol dos interesses dos  Profissionais de Enfermagem. Apesar de não ser finalidade precípua do Cofen, temos apoiado firmemente diversos movimentos unindo os profissionais de enfermagem e as instituições da enfermagem brasileira: ABEN, FNE, CNTS e Sindicatos dos profissionais de enfermagem de todas as categorias, empreendendo uma luta que faz com que essas instituições unidas fortaleçam a busca por nossos direitos, tão almejados e merecidos pela comunidade de  Enfermagem, tais como: a luta contra a aprovação do Ato Médico e pela aprovação dos projetos de lei de interesse das categorias da enfermagem, como o PL 2295/2000 (Redução da Carga Horária para 30 horas, sem redução salarial), o PL 4294/2009 (Piso salarial), dentre outros.

              Tais fatos foram e estão sendo veiculados constantemente no portal do Cofen e dos Conselhos Regionais. Prova disso, é a organização de caravanas de profissionais que se deslocam dos diversos estados do território brasileiro com destino a Brasília para participar das Sessões da Câmara dos Deputados e pressionar os políticos a colocarem em pauta e votarem no PL 2295/2000 (Redução da Carga Horária para 30 horas, sem redução salarial), projeto esse, que já tramita naquela Casa há 12 anos e ainda não foi votado, por contrariar interesses de empresários e políticos envolvidos com a assistência de saúde, ou seja, donos de hospitais. Em diversas oportunidades, reunimos milhares de profissionais brasileiros e continuaremos lutando até a vitória e pelos interesses da enfermagem brasileira.

             Informamos que o Projeto de Lei 4.924/2009, de autoria do Deputado Mauro Nazif,  que fixa o piso salarial dos profissionais de enfermagem foi arquivado devido a  mudança de legislatura. Contudo houve apresentação de um novo projeto de lei 459/2015, de autoria do Deputado Andre Mouraque está aguardando designação de relator na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF).

 Já o Projeto de Lei das 30 horas foi aprovado pelas Comissões e aguarda aprovação do Plenário da Câmara. Você pode acompanhar as tramitações através do site http://www.camara.gov.br, digitando o número dos projetos como pesquisa.