ENCONTROS CIENTÍFICOS

 A educação permanente é uma exigência no desenvolvimento profissional, pois requer novas formas de encarar o conhecimento e os constantes desafios do mercado de trabalho. Atualmente, é preciso muito mais do que o conhecimento técnico-científico, é preciso interagir e intervir na realidade atual, portanto, o profissional moderno deve ter como características a autonomia, a capacidade de aprendizagem, de relacionar a teoria com a prática e vice-versa.


Percebe-se a educação permanente como uma habilidade de aprendizagem contínua, desenvolvida pelo sujeito durante sua vida, por meio de suas relações pessoais, profissionais e sociais, no intuito de transformar-se, acompanhando as mudanças no mundo.


O COREN-PI promove anualmente o ENCREPI – Encontro do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí, que acontece, a cada ano, em diversas cidades do interior do Estado como forma de descentralizar o debate e o aprimoramento profissional, abrangendo profissionais que não podem se deslocar até a capital piauiense. Após percorrer as macrorregiões do Piauí, a programação anual é encerrada em Teresina onde são discutidos temas diversos sobre o cuidado de Enfermagem. 


A concepção deste Programa está alicerçada nas exigências sociais e mercadológicas atuais, visando oferecer ao profissional mais qualificação, com conhecimentos diferenciados, criatividade intelectual, capacidade analítica, competência para o trabalho coletivo e nas relações humanas, preparando-o para a tomada de decisões, com vistas a uma prática mais compreensiva, abrangente, humana e segura. 


 

 COREN INFORMA

Como forma de manter o profissional de Enfermagem sempre atualizado das ações do COREN-PI, bem como das decisões e resoluções que competem à categoria, existe o Informativo Impresso da Autarquia. O Boletim Informativo é enviado para a residência de cada profissional inscrito, aborda assuntos relacionados à Enfermagem, dando ênfase às ações realizadas nos mais diferentes municípios.


Esse é também um instrumento que contribui para que o Conselho amplie sua visibilidade junto aos profissionais, como também serve para levar esclarecimentos à sociedade sobre a Enfermagem, cujo trabalho acompanha as pessoas em todos os ciclos de suas vidas. 


 

RECONHECIMENTO E HISTÓRIA

Anualmente o Coren-PI realiza também, durante a Semana de Enfermagem, uma solenidade em homenagem aos profissionais de enfermagem que prestaram relevantes serviços, contribuindo de forma significativa para o reconhecimento, visibilidade e consolidação da enfermagem piauiense. O reconhecimento é uma forma de proporcionar ainda mais divulgação sobre o cotidiano da enfermagem, visto que muitos aspectos são elencados durante o momento do reconhecimento público ao profissional.


 

JORNADA DE 30 HORAS

A redução da jornada semanal de trabalho para 30 horas, uma das principais reivindicações dos profissionais de Enfermagem é tema do Projeto da Lei nº 2.295/2000 no Congresso Nacional, mas apesar do empenho do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), dos Conselhos Regionais, Aben, Escolas, Sindicatos e demais associações, o PL que já foi aprovada nas devidas Comissões Internas, permanece na pauta prioritária do Plenário da Câmara há anos, sem, contudo, ir à votação em plenário.


Se aprovado, os resultados não beneficiarão apenas os profissionais, mas toda a sociedade. Afinal para uma boa assistência de Enfermagem é preciso que os profissionais gozem de pleno equilíbrio físico e mental, uma vez que seu trabalho demanda concentração, perícia e paciência. A redução da carga horária significará menor nível de estresse e atendimento ainda mais humano.


Com a morosidade do Congresso Nacional a estratégia agora é discutir e buscar a aprovação da redução da Carga Horária para 30 horas semanais nos municípios piauienses.


 

COREN MÓVEL

O Conselho Regional de Enfermagem do Piauí, através do COREN Móvel, busca dinamizar e aperfeiçoar o serviço de cadastro e registro na capital e no interior do Estado. O serviço funciona dentro de um veículo e conta como toda estrutura para prestar atendimento aos profissionais de Enfermagem, orientando sobre aspectos relativos à profissão e dando a oportunidade para que o profissional possa resolver tudo que seja relativo ao conselho perto de sua residência. A Unidade Móvel do COREN-PI é utilizada pelos funcionários do Conselho, o qual oferece um atendimento aos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem com a finalidade de regularizar os dos profissionais e orientá-los sobre o exercício legal da profissão. O COREN Móvel tem capacidade para dez pessoas, é totalmente equipado e adaptado para ser utilizado como um escritório itinerante do COREN/PI.


 

ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM

O Coren-PI recebe, a cada semestre, alunos dos cursos Técnico de Enfermagem e de Bacharelado em Enfermagem de diferentes instituições piauienses. Na oportunidade são ministradas palestras por conselheiros ou enfermeiros-fiscais promovendo trabalho preventivo, unindo a legislação e a prática do dia a dia que os futuros profissionais irão vivenciar.


 

SEMANA DE ENFERMAGEM

Durante o mês de maio, o Coren-PI promove vários eventos para comemorar a “Semana de Enfermagem”, onde são realizados vários encontros em parceria com as mais variadas instituições de ensino e saúde, em diversas cidades, ministradas por conselheiros, fiscais e colaboradores do Conselho. Os temas da “Semana de Enfermagem” são os mesmos abordados pelo Cofen, como forma de manter a unidade das temáticas trabalhadas a cada ano. Além disso, durante o mês, o Coren-PI contribui ainda com as diversas instituições que também realizam eventos. Essa é também uma forma de valorização profissional proporcionada pelo Conselho, através de materiais de apoio para a realização de eventos da área da Enfermagem. As instituições são atendidas, mediante solicitação feita por ofício especificando data e objetivo da utilização do material.


MARCHA PELA HUMANIZAÇÃO DO PARTO

Anualmente, sempre no mês de novembro, o COREN-PI promove a Marcha pela Humanização do Parto – uma caminhada que reúne cerca de quatro mil pessoas. A ação, que envolve ainda outros conselhos de classe e organizações não governamentais, alerta sobre os casos de violência obstétrica e aos altos índices de cesariana.