PROJETOS ESPECIAIS


CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

Atualizar para valorizar o profissional

Para proporcionar aos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem condições de atualização e aprimoramento profissional baseadas em parâmetros e limites claros no campo da enfermagem, foi criado pelo Cofen o Programa Proficiência, numa iniciativa pioneira no país.

Ele consiste em oferecer cursos gratuitos de curta duração, realizados à distância, por meio da internet, aos profissionais em situação regular perante o Sistema. Desde sua implantação já foram capacitados mais de cinquenta mil profissionais de Enfermagem.

 

PROJETO ‘COREN MÓVEL’

Veículos e equipamentos para fiscalização móvel do exercício profissional

A fiscalização do exercício profissional é atividade fim do Sistema Cofen/Conselhos Regionais. A dificuldade dos pequenos e médios Conselhos Regionais em fiscalizar decorre da falta de equipamentos, fiscais e recursos financeiros. O projeto Coren Móvel tem a finalidade de adquirir quinze viaturas tipo furgão longo, com equipamentos para auxiliar nos trabalhos dos regionais, na área de fiscalização e de atendimento aos profissionais, principalmente em seus locais de trabalho e interior dos estados.

 

PISO SALARIAL

Reconhecimento e dignidade para o profissional da saúde

Tramita na Câmara de Deputados matéria que, se aprovada, trará muitos benefícios para a categoria. Trata-se do PL no. 4924/09, de autoria do deputado Mauro Nazif (PSB-RO), que propõe a fixação do piso salaria de R$4.650,00 para os enfermeiros. O projeto, aprovado pela comissão de Seguridade Social e Família, estabelece ainda 70% do valor estipulado ao Enfermeiro como piso dos técnicos de Enfermagem e 50% para auxiliares e parteiras. O projeto também terá que ser analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. O Sistema Cofen/Conselhos Regionais luta integralmente pela sua aprovação.


JORNADA DE 30 HORAS

Uma briga antiga e uma reivindicação atual

A redução da jornada semanal de trabalho para 30 horas é uma das principais reivindicações dos profissionais de Enfermagem. Com o empenho do Conselho Federal de Enfermagem. (Cofen), dos Conselhos Regionais, ABEn, Universidades, Escolas, Sindicatos e demais associações, o projeto conquistou grandes avanços.

Após 09 anos entre Câmara e Senado, o Projeto da Lei no. 2295/2000 foi aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família, pela Comissão de Finanças e Tributação e pela Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania, já foi concluído na pauta prioritária do plenário, e aguarda sua entrega em votação.

Se aprovado, os resultados não beneficiarão apenas os profissionais, mas toda a sociedade. Afinal para uma boa assistência de enfermagem é preciso que os profissionais gozem de pleno equilíbrio físico e mental, uma vez que seu trabalho demanda concentração, perícia e paciência. A redução da carga horária significará menor nível de estresse e atendimento ainda mais humano.


CBCENF

O maior congresso de Enfermagem das América Latina

O Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF) foi idealizado há 13 anos com a finalidade de levar o conhecimento científico aos profissionais e estudantes de Enfermagem, incentivando a excelência no aprimoramento dos congressistas através de cursos, oficinas, palestras, debates, apresentação de trabalhos científicos, entre outras atividades desenvolvidas pela Comissão Científica (Cofen).

O CBCENF é hoje o maior congresso do segmento na América Latina e é referência nacional em eventos da mesma natureza. A sua 12º edição chamou a atenção para o tema “O Resgate do Relativismo: reconstruindo a teia de relações na Enfermagem”, que foi o fio condutor dos debates apresentados nos painéis, mesas-redondas, cursos, oficinas, palestras e conferências.


ANJOS DA ENFERMAGEM

Ensinar a brincar para ensinar a viver

O Cofen, desde 2008 com ampla visão da responsabilidade social da Enfermagem, apoia um dos maiores projetos em desenvolvimento no seio da sociedade brasileira. Batizado de ‘Anjos da Enfermagem’, tem por objetivo trabalhar a educação em saúde, através do lúdico, garantindo o direito de milhares de crianças com câncer de brincar, mesmo em extrema dificuldade como nos hospitais.

Hoje com 16 núcleos estaduais, 188 voluntários diretos e 10.000 indiretos; 27 parcerias institucionais de faculdades de enfermagem; 17 parcerias com instituições hospitalares de tratamento de câncer infantil; 454 notícias (TV, rádio, jornal escrito e internet); mais de 12.000 visitas hospitalares/mês; 04 grandes campanhas nacionais de arrecadação de produtos para doação e várias apresentações em eventos sociais e da enfermagem, o projeto é um grande sucesso.